Conheça 4 benefícios da governança no setor público

Conheça 4 benefícios da governança no setor público

Se você é gestor em um órgão público e tem dificuldades em melhorar os processos, motivar e engajar os servidores que estão em sua equipe, vamos apresentar uma boa prática que será o início da mudança que tanto deseja: a governança.

A governança no setor público foi criada nos moldes das empresas privadas, para que haja uma gestão dos recursos públicos de acordo com os propósitos políticos. O intuito é melhorar os serviços prestados à sociedade, com transparência e prestação de contas com responsabilização.

Uma grande vantagem dessa prática é a minimização dos conflitos de interesses entre gestores e sociedade, permitindo o controle e a fiscalização da gestão pública pela população. Para entender melhor esse conceito e aplicá-lo em seu setor, vamos listar 4 benefícios da governança no setor público. Continue a leitura!

Benefícios da governança no setor público

1. Transparência

De acordo com o artigo 5º da Constituição Federal Brasileira, todo cidadão deve ter amplo acesso às informações da Administração Pública. Esse artigo começou a ser aplicado de forma efetiva, a partir de 2011, quando foi aprovada a Lei da Transparência, em que os órgãos passaram a ter sites exclusivos para o lançamento preciso desses dados.

Disponibilizar as informações aumenta e reforça a credibilidade entre os órgãos públicos, os servidores e a população, o que motiva o acompanhamento da gestão e contribui para atuação de todos para melhores práticas.

2. Equidade

A governança no setor público deve estar fundamentada na imparcialidade, na justiça, na igualdade de direitos e no respeito, sem qualquer tipo de discriminação. Essa ação minimiza conflitos e contribui para um melhor atendimento.

3. Prestação de contas

A prestação de contas reforça a necessidade de uma gestão responsiva. Utilizar de forma adequada o dinheiro público e apresentar esses dados com atenção é de extrema importância, pois qualquer erro ou falta de informação pode gerar sérias consequências aos responsáveis.

4. Responsabilidade conjunta

Construir um mundo melhor e fazer a diferença, não importa qual seja o órgão público, esse é o princípio da responsabilidade conjunta. Atuar para que servidores, população e meio ambiente sejam beneficiados com o cumprimento e respeito às leis. Os agentes da governança no setor público devem ser os primeiros a agirem dessa forma.

Esses benefícios apontados são a estratégia para que os gestores tenham como consequência:

  • aumento da produtividade: quando as pessoas sabem como fazer, não interrompem para esclarecer dúvidas ou procurar respostas;

  • auxílio na tomada de decisão: procedimentos documentados e alinhados com toda a equipe são importantes para que as decisões sejam tomadas com maior efetividade;

  • modernização dos processos: as tarefas deixam de ser feitas de modo arcaico e tomam uma forma mais atualizada e menos demorada;

  • aumenta a credibilidade: um setor organizado, transparente, com processos definidos e o engajamento de todos os envolvidos valoriza a imagem do órgão público, tornando-o exemplo para os demais.

A governança no setor público traz muitos benefícios para todos os envolvidos: políticos, servidores e sociedade. Ela é capaz de melhorar a relação entre os gestores e a população, utilizando a transparência nos serviços prestados como a principal ferramenta nesse processo.

Se você gostou deste artigo e deseja implantar essa boa prática em seu setor, mas gostaria de um maior envolvimento dos servidores, leia nosso post sobre a cultura do feedback e comece agora mesmo a estruturar uma equipe de sucesso!

Sem comentários

Cancelar